O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo superado apenas pela floresta amazônica. Está localizado principalmente no Planalto Central do Brasil, ocupando 24% do território nacional (fig. 1), equivalendo à soma das áreas da Alemanha, França, Espanha, Itália e Inglaterra. Três das maiores bacias hidrográficas da América do Sul (a do São Francisco, a do Araguaia-Tocantins e a do Prata) têm origem no Cerrado.

O bioma Cerrado abriga a savana tropical mais rica em biodiversidade do planeta. De acordo com dados do IBAMA, conta com uma fauna abundante, apresentando cerca de 150 espécies de anfíbios, 180 de répteis, 837 de aves, das quais 29 delas são endêmicas, e 159 de mamíferos, registrando-se um endemismo de 23 espécies. Tucanos (fig. 3), araras (fig. 7), onça-pintada (fig. 2), ema, lobo-guará (fig. 5), anta, veado campeiro, tamanduá-bandeira (fig. 6), tatu-canastra, siriema (fig. 4) e macaco-guariba são alguns dos animais bastante freqüentes no cerrado e que compõem a fauna silvestre da região.

Pesquisas recentes indicam que o Cerrado abriga cerca de 10.000 espécies vegetais. Plantas floríferas e principalmente frutíferas, típicas da região, têm contribuído para a sustentabilidade econômica, social e ambiental do Cerrado. Amplamente empregada como árvore ornamental, destaca-se o ipê-do-cerrado (fig. 8). Frutas de palmeiras como a bacaba, o açaí e o buriti (fig. 9) vêm sendo largamente empregadas na alimentação humana.

Inúmeras frutíferas do Cerrado vêm ganhando amplo destaque por apresentarem vitaminas e nutrientes indispensáveis à saúde das pessoas. Frutas como o jatobá, a mangaba, o pequi, a cagaita, a gabiroba, o buriti, o araticum, têm se tornado cada vez mais conhecidas por apresentarem elevados teores vitamínicos do complexo B, vitaminas A e C, além de proteínas, glicídios, lipídios, fibras, Ca (Cálcio), P (Fósforo), Fe (Ferro), K (Potássio), entre outros nutrientes.  Estas frutas vêm obtendo uma aceitação crescente da população brasileira.
Os índios foram os primeiros a aproveitar a variedade de frutas que o Cerrado produz e os benefícios que elas proporcionam à saúde. O beneficiamento permitiu um aproveitamento maior das frutas e a elaboração de uma gama de preparações típicas, como bolos, sucos, doces, geléias, licores e sorvetes.
A Árvore do Conhecimento Bioma Cerrado oferece informações sobre as principais características de solo, clima, vegetação, fauna, ecologia e biodiversidade deste ecossistema, além do acesso a recursos de informação na íntegra. A informação pode ser obtida pela navegação numa estrutura ramificada em forma de árvore hiperbólica, por hipertexto ou pelo serviço de busca.